sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

UNCAVED - DESTILANDO BRUTALIDADE, DESPRENDENDO-SE DE RÓTULOS E QUEBRANDO PRÉ-CONCEITOS NO UNDERGROUND


A banda UNCAVED, de DEATH METAL, oriunda do Rio de Janeiro-RJ formada em 2004, está a 8 anos na estrada.
Após algumas mudanças de formação, a banda estabilizou-se com Joab Farias (vocal - ex-Devoration), Carlos Alberto (guitarra - ex-Vodkaos e Sentido Oposto), Eddie Valentino (baixo - InKaos) e Robson Cruz (bateria - Brutally Murdered).
Fundada por ex-membros da extinta Banda Devoration o Uncaved está buscando, entre outras coisas, a manutenção do tradicionalismo de bandas underground, buscando a soma de valores importantes para a cena e alcançar o seu espaço no cenário brasileiro.  traz um som inspirado em bandas como Cannibal Corpse, Bolt Thrower, Dying Fetus, entre outros.





Formação Atual:
Joab Farias (Vocal),
Carlos Alberto(Guitar),
Ed Valentim (Bass) e
Robson Cruz (Drums).







Neste final de janeiro o líder e vocalista da banda Joab Farias
nos concedeu uma entrevista, que na minha opinião vale a pena ser conferida em cada linha pois demonstra uma visão experiente e ao mesmo tempo recheada de humildade e bom senso de quem está há um bom tempo envolvido com o Underground sem se prender a rótulos e sem abrir mão de sua fé e consciência.
CONFIRA!!!




OVER METAL (OM) - JOAB O QUE MOTIVOU A CRIAÇÃO DA BANDA UNCAVED?
JOAB> Eu fiz parte da formação original do Devoration, uma banda que ainda é bastante lembrada aqui no RJ. Após minha saída da banda, os demais membros (com exceção do vocalista) também saíram e formamos o Uncaved. Sempre fui ativo no underground, portanto foi algo bastante natural para mim formar o Uncaved.

OM - PORQUE DO NOME UNCAVED?
JOAB> Inicialmente, nosso nome seria Unearthed, que é o nome de um disco maravilhoso do Crimson Thorn. Na mesma época, surgiu uma banda formada por ex-integrantes do Iced Earth com o nome Unearthed, então nosso primeiro baterista (Luiz MZRP) sugeriu a mudança do nome para Uncaved, que tem basicamente o mesmo significado. Uncaved significa literalmente "desenterrado", mas eu prefiro que as pessoas façam suas próprias interpretações do nome. Pode ser alguém que foi desenterrado por outros, que se "auto-desenterrou", que escapou do túmulo, que voltou a viver, etc...

OM - QUAL A PROPOSTA DA UNCAVED?  O QUE VOCÊS BUSCAM TRANSMITIR EM SUAS LETRAS E MÚSICA AO PÚBLICO?
JOAB> Nossas letras falam de assuntos variados, política, personagens históricos, sentimentos humanos, etc. No mar de coisas ruins que nós (seres humanos) criamos para viver, tentamos formar nossas críticas de maneira a facilitar a convivência e a construção de uma sociedade onde todos têm uma noção de Unidade. Acredito que tanto Deus quanto a Ciência nos certificam de que somos irmãos (procurem saber sobre Eva Mitocondrial e Adão do Cromossomo Y), portanto qualquer tentativa de causar separação entre as pessoas não se encaixa na nossa realidade.


OM - PUDE ASSISTIR RECENTEMENTE UMA APRESENTAÇÃO DA UNCAVED E NELA VOCÊS TOCARAM ALGUNS COVERS MAS TAMBÉM COMPOSIÇÕES PRÓPRIAS!  HÁ ALGUM PLANO PARA LANÇAMENTO DE UM TRABALHO DE ESTÚDIO NESSE ANO DE 2013?
JOAB> Estamos atrasados na entrega de nosso primeiro CD, mas essa demora logo terá fim. Já temos as trilhas de bateria gravadas, iniciaremos a gravação das guitarras, baixo e vocais em fevereiro e a partir daí não demorará muito. Haverá sete músicas autorais e talvez um cover.

OM - AO SEREM QUESTIONADAS POR CRISTÃOS, OU NÃO CRISTÃOS, EM RELAÇÃO A TOCAR COVER DE BANDAS COMO OBITUARY EM SEUS SHOWS QUAL A EXPLICAÇÃO APRESENTADA PELA UNCAVED?
JOAB> Nenhuma. Nós nunca ouvimos um argumento razoável que nos impedisse de tocar essas músicas, e não vemos nada de negativo nisso. Claro que não tocaríamos uma música que contenha uma letra contrária à nossa consciência, e também não somos radicais quanto à tocar essas músicas. Podemos tocá-las ou não, pois não queremos causar mal a ninguém. Não se come carne na casa de vegetariano nem se bebe vinho na casa de um ex-alcóolatra.

OM - QUAL SÃO AS MAIORES REFERÊNCIAS E INFLUÊNCIAS MUSICAIS QUE O PUBLICO PODERÁ SENTIR AO OUVIREM O SOM DA UNCAVED?
JOAB> Na primeira fase da banda (que são as músicas que estarão no CD), pode-se perceber claramente (sem nada de plágio, claro) influências de bandas clássicas como Unleashed, Obituary, Benediction e também um pouco do que se fez nos anos 90 e na primeira década desse século, como Dying Fetus e Sinners Bleed.
Para o futuro, as composições tenderão a ser um pouco mais rápidas e com estruturas mais semelhantes ao que se convencionou chamar de "Brutal Death Metal".


OM - NO EMBALO DA PERGUNTA ANTERIOR, DAS BANDAS CITADAS OU NÃO, QUAIS SÃO OS ÁLBUNS MARCANTES E HISTÓRICOS PRA VOCÊ NA HISTÓRIA DO METAL MUNDIAL?
JOAB> Pergunta difícil, a vontade que dá é de ficar lembrando a infinidade de coisas legais que tenho ouvido nas últimas décadas...
Vou tentar ser breve:
- Death: "Human" e "The Sound of Perseverance"
- Metanoia: "In Darkness or In Light"
- Unleashed: "Where No Life Dwells" e "Victory"
- Dying Fetus: "Destroy the Opposition"
- Kreator: "Terrible Certainty"
- Mortification: "Scrolls of the Megiloth" e "EnVision EvAngelene"


OM - VOCÊS TEM TOCADO EM EVENTOS COM BANDAS NÃO CRISTÃS, QUANDO E ATRAVÉS DE QUE COMEÇOU ESSA ABERTURA?
JOAB> Temos tocado sim, principalmente porque nossa participação no underground nos tem proporcionado fazer muitos amigos. Acredito que a abertura acontece a partir do momento em que não nos preocupamos em "parecer" cristãos, mas sim em aplicar o que aprendemos com Deus na nossa convivência com as pessoas não-cristãs. Músicos cristãos devem agir como cristãos. Na prática isso significa não se colocar acima dos outros, não se deixar levar por sentimentos egoístas, tratar as pessoas como nós gostaríamos de sermos tratados, resumindo, colocar em ação o "amor comportamento" que é ensinado no NT. Se você faz um evento onde há banda(s) secular(es) e público não-cristão e age em conformidade com esses valores, é muito provável que eles fiquem bastante satisfeitos em participar do seu evento. A partir daí, começa uma relação ganha-ganha, um ciclo virtuoso.

OM - HÁ QUANTO TEMPO VC FAZ PARTE DO METANOIA UNDERGROUND - COMO O METANOIA PASSOU A FAZER PARTE DA SUA VIDA?
JOAB> Faço parte há mais de dez anos (não lembro mais a data...). Passei a fazer parte do Metanóia depois que eu os conheci, num show que aconteceu no Garage onde tocaram Antidemon, Death Poems, The Cross Word, But You Said e outras bandas.

OM - O QUE ESSES ANOS PARTICIPANDO DO METANOIA TEM LHE PROPORCIONADO (CONHECIMENTO - FÉ - EXPERIÊNCIAS)?
JOAB> Tenho aprendido principalmente a por em prática o que aprendemos no NT. Com o Enok (nosso pastor), aprendi principalmente que o Evangelho é uma mensagem de simplicidade, de valorização das coisas mais básicas da vida, como amizade, compaixão, paciência, longanimidade. Aprendi que no Evangelho as coisas acontecem pelo esforço, pelo trabalho. Isso não significa que podemos fazer o trabalho de Deus (abençoar e converter as pessoas), mas a nossa parte sempre será compreendida por trabalho, ralação mesmo.

OM - TALVEZ VOCÊ NÃO SEJA UM FÃ DE BLACK METAL MAS QUAL SUA AVALIAÇÃO DO SHOW DO ANTESTOR NO ENOCK FESTIVAL E A EXPERIÊNCIA DE DIVIDIR O MESMO PALCO COM HANDSAW E COM ANTESTOR?
JOAB> Para o Uncaved, o saldo foi mais do que positivo. Estávamos no evento como "banda extra", pois nem mesmo tínhamos certeza de que tocaríamos. Se houvesse atraso no avião do Antestor, deixaríamos de tocar para que eles pudessem fazer a passagem de som com calma. No fim das contas, acredito que conseguimos ser algo mais do que "banda de abertura", a julgar pelos elogios que recebemos.
A segunda banda da noite, Handsaw, é formada por amigos nossos. Uma das melhores bandas do RJ, toparam tocar no evento sem frescura alguma apesar de eles não serem cristãos, e se mostraram extremamente profissionais. Esperamos fazer outros eventos com eles, a experiência foi extremamente positiva.
O que falar do show do Antestor? Simplesmente fenomenal. Não sou muito fã de Black Metal, mas curto muito o "sorrow metal" que eles fizeram no "The Return of the Black Death". O único ponto negativo foi não terem tocado "Sorg", a melhor música do Antestor na minha opinião. Fiquei muito feliz em perceber a satisfação deles em tocar no RJ, acredito que foi uma boa "chave de ouro" para a turnê brasileira.
VEJA AQUI PARTE DA PARTICIPAÇÃO DA UNCAVED NO ENOK FESTIVAL (20/01/2013)

OM - COM A VINDA DO ANTESTOR ACABOU ROLANDO UMA UNIÃO ENTRE DIVERSAS CENAS DO UNDERGROUND CRISTÃO (SP - MG - RJ - ES - SUL E NORDESTE) COM SUA EXPERIÊNCIA VOCÊ ACHA QUE ISSO PODE PROPORCIONAR NOVOS PROJETOS E MAIOR APROXIMAÇÃO ENTRE OS CENÁRIOS OU TUDO FOI UMA SIMPLES REAÇÃO AO FATOR ANTESTOR NO BRASIL?
JOAB> Acredito que essa foi a melhor consequência da vinda do Antestor. A verdade é que, além da distância geográfica, nós (cristãos underground em geral) teimamos em manter uma certa distância daqueles que pensam diferente da gente, às vezes por motivos fúteis ou até por um zelo pessoal que alguns têm com seus ministérios (algo que não cabe a mim julgar). Tenho certeza de que houve um propósito maior da parte de Deus nisso. Não devemos esquecer de que, apesar de Todo Poderoso, Deus não faz tudo. Ele nunca faz nenhum atentado contra o livre arbítrio de ninguém, portanto ele não vai nos unir se não dermos abertura para essa união. Pra quem insiste em se manter "distante" dos outros ministérios, sugiro reler a oração que Jesus fez pouco antes de ser entregue para os soldados romanos: "Que eles sejam um, assim como nós somos um". A oração era direcionada a Deus, mas tenho certeza de que o recado ali era para nós.

OM - QUAL A ANÁLISE QUE VOCÊ FAZ DO ATUAL CENÁRIO UNDERGROUND CRISTÃO NO BRASIL (POSITIVO E NEGATIVO)? O QUE PODE OU DEVERIA MUDAR EM SUA OPNIÃO?
JOAB> Pessoalmente, não gosto de imaginar que há um "cenário cristão", pois entendo que esse termo já é separatista. Acredito que os eventos devem ter bandas cristãs e não-cristãs, se queremos tocar em eventos seculares, também devemos chamar bandas seculares para os nossos eventos. Nos outros países isso vem acontecendo bastante, principalmente entre as bandas profissionais (Dying Fetus, As I Lay Dying, Impending Doom, Behemoth, Antestor, etc.). Ao invés de pensar num "cenário cristão", prefiro pensar no alcance que a mensagem trazida pelos cristãos (Evangelho) está tendo dentro do underground.
O que precisa mudar já está mudando: pretendemos solidificar a união entre cristãos underground de todo o Brasil.

OM - A FORMAÇÃO DE UMA BANDA É DIFÍCIL DE SE MANTER E VOCÊS PASSARAM POR MUDANÇAS AO LONGO DO TEMPO, FALE DA ATUAL FORMAÇÃO E A QUANTO TEMPO ESTÃO JUNTOS?
JOAB> As mudanças sempre foram naturais, nunca precisamos "tirar" ninguém da banda, nunca houveram problemas que não fossem compreensíveis. A banda chegou a ficar quase parada, durante uma época só havia eu e outro guitarrista (e ensaiávamos assim mesmo!). A perseverança é a chave. Na condição de membro mais antigo do Uncaved, tento inspirar nas pessoas a vontade por conquistar mais coisas através do trabalho, e espero que essa atitude faça diferença na vida das pessoas. A atual formação está coesa há mais ou menos dois anos (se não me falha a memória, haha), e pretendemos seguir juntos. O Uncaved é uma democracia onde tentamos não ignorar qualquer tipo de insatisfação por parte dos músicos.

OM - A GENTE SABE QUE VOCÊS NÃO VIVEM DA GRANA DA BANDA O RETORNO É BAIXO EM RELAÇÃO AO INVESTIMENTO DE TEMPO E GRANA DO PRÓPRIO BOLSO PRA QUE BANDA CONTINUE NA ATIVA, RESUMIDAMENTE O QUE CADA INTEGRANTE FAZ PARALELO AO TRAMPO NA UNCAVED E O QUE MOTIVA A CONTINUAR BATALHANDO E CRIANDO MÚSICAS PARA O PÚBLICO?
JOAB> Entendemos que fazer Death Metal sob uma ótica cristã ainda é um privilégio para poucos (infelizmente), por isso não há problema de nossa parte em subsidiar a banda através de nossas profissões. Não temos a menor intenção de obter retorno financeiro, mas não criticamos quem almeja isso. Eu trabalho numa empresa pública, o guitarrista atua na área de TI, o batera e o baixista são montadores de móveis planejados. O retorno pode ser baixo (ou até nulo) na questão financeira, mas se contarmos quantos novos amigos conseguimos através desse trabalho, certamente podemos dizer que vale muito a pena manter a banda!

OM - VOCÊS DISPONIBILIZARAM MÚSICAS ATRAVÉS DO REVERBENATION!  COMO FOI O PROCESSO (LOCAL, TEMPO E DIFICULDADES) DE GRAVAÇÃO DESTAS MÚSICAS?  QUAL A AVALIAÇÃO DE VOCÊS QUANTO AO RESULTADO FINAL?
JOAB> As duas músicas disponibilizadas são parte de uma pré-produção do CD que está para sair. Nossa maior dificuldade é encontrar tempo livre para os afazeres da banda, pois além de nossos trabalhos, há também alguma dificuldade de locomoção (o guitarrista e o baterista moram em municípios distantes do RJ). Após gravarmos a bateria num estúdio, gravamos os demais instrumentos na minha casa mesmo. O resultado ficou bom, mas sempre falta "aquele detalhe" que não conseguimos colocar por falta de tempo ou falta de lembrança. OUÇA UNCAVED AQUI http://www.reverbnation.com/uncaved

OM - SEMPRE RESERVO UM ESPAÇO PARA CADA BANDA EXPOR SUA VISÃO EM RELAÇÃO A TEMAS DIVERSOS DA ATUALIDADE.  FALE DE FORMA RESUMIDA SUA OPINIÃO SOBRE:

>>PROGRAMAS EVANGÉLICOS EM TV
São muito bons quando falam a VERDADE (infelizmente, a minoria).

>>COPA DO MUNDO E OLIMPÍADAS NO BRASIL
Precipitação por parte dos políticos, infelizmente mal intencionados em sua maioria.

>>CRACOLÂNDIA NA AV. BRASIL DO RIO DE JANEIRO
Questão difícil. Entendo que são doentes mentais, portanto não deveriam transitar livremente até que provem à sociedade que não são perigosos.

>>SATANISMO
O satanismo moderno não passa de um culto à própria personalidade, ao ego. Quando você compreende o quanto nós precisamos uns dos outros, não é difícil resistir aos encantos que Nietzche, Crowley e cia trazem em seus escritos.

>>JESUS CRISTO
Deus entre os homens. O Ser mais perfeito que já existiu, o único capaz de suportar a dor de se tornar separado do Pai por causa de pecados alheios.

OM - O QUE HÁ NA AGENDA DA UNCAVED PARA ESSE PRIMEIRO SEMESTRE DE 2013 (SHOWS)?
JOAB> Para 2013 ainda não marcamos nada, e até esperamos que continue assim por uns dois meses. Quando há shows, precisamos pausar as gravações, e não queremos demorar mais a lançar nosso primeiro registro.

FACEBOOK
FAN PAGE


DEIXE UM RECADO PARA OS LEITORES DA OVER METAL?
JOAB> Deus teve um cuidado especial quando arquitetou o cérebro humano. Além de buscarem a proximidade espiritual com Deus, exercitem o senso crítico, procurem saber o que acontece à sua volta e não se deixem enganar por ninguém. O mundo tem sido controlado pela ganância por dinheiro e poder, e isso tem se infiltrado na Igreja.
A Eternidade vale mais dos que as "porcarias" que nos são oferecidas a cada dia. O que Deus tem preparado para nós sempre será melhor do que aquilo que imaginamos, e quanto mais diminuirmos nosso "eu" para permitir a ação de Deus, maior será em nós o sentimento de que estamos exercendo nossa personalidade (isso pode parecer paradoxal, mas garanto que funciona).
Um grande abraço a todos, esperamos que a banda Uncaved tenha alguma serventia na vida das pessoas que nos ouvem. É bom conseguir fãs, mas nossa intenção real é conseguir amigos!


JOAB AGRADEÇO A ATENÇÃO E PRONTIDÃO EM NOS ATENDER - ESSA ENTREVISTA ACREDITO QUE CONTRIBUIRÁ PARA A CENA UNDERGROUND - OBRIGADO PELA CONVERSA FRANCA E DIRETA, QUE ESTE ESPAÇO PROPORCIONE A UNCAVED O ACRÉSCIMO DE NOVOS "AMIGOS".  

GRANDE ABRAÇO E UM ÓTIMO ANO PRA UNCAVED, VOCÊ E SUA FAMÍLIA!
OBRIGADO!

FILIPE LIMA



4 comentários:

  1. Um abraco ao pessoal do uncaved e ao filipe. Parabens pelo trabalho de ambos!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Ricardo pelo apoio. grande abraço!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela entrevista Filipe a banda Uncaved é brutal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Mano Chiquinho! Obrigado pelo Apoio!

      Excluir

Seu comentário será analisado. Após avaliação o mesmo será postado.